Ciclo de Conversas

O Ciclo de Conversas Loulé Design Lab pretende criar momentos de apresentação de ideias e projetos, assim como promover o debate em torno do tema do design, da cultura local e áreas circundantes. No final de cada apresentação haverá tempo para colocar questões e conversar abertamente e construtivamente.

O Ciclo de Conversas passa em streaming no nosso canal Youtube. Ou então, para quem quiser ver mais tarde, as gravações estarão sempre disponíveis à hora que vos der mais jeito!!!

PORTUGAL MANUAL, uma rede de novos artesãos

Filipa Belo

22 abril 2020, quarta-feira, 17h00 – online

A Portugal Manual, agrega uma selecção de mais de 60 marcas, numa aposta sólida e estruturada no artesanato contemporâneo. Comprometida com a inovação em design, a preservação cultural, o empreendedorismo e sustentabilidade, dedica-se ativamente à promoção e distribuição de produtos artesanais ao mesmo tempo que se recuperam e ativam tradições ancestrais.

COLABORAR, verbo transitivo indireto

Carla Paoliello

8 abril 2020, quarta-feira, 17h00 – online

Carla Paoliello regressa ao ciclo de conversas, desta vez com a sua tese de doutoramento concluída. Nesta investigação, as questões relacionadas com o binómio design/fazer local foram estruturantes e o objetivo era investigar possíveis parâmetros de análise do design de equipamento enquanto ferramenta de impacto social, cultural, económico e ambiental.
O Loulé Design Lab foi um dos casos de estudo, com o seu modus operandi, a relação entre o design, cultura local e artesanato, processos de trabalho dos artesãos, e o debate e reflexão em torno deste ambiente de trabalho.

Titulo da Tese: Investigação de Parâmetros de Análise do Design de Equipamento enquanto Ferramenta de Impacto Social – Belas-Artes ULisboa – 2017/2020

O DESIGN DO CONSUMO

Gonçalo Prudêncio

5 março 2020, quinta-feira, 17h00

Nesta sessão, o Gonçalo vem falar-nos da responsabilidade e dos desafios de um escritório Português dedicado ao desenvolvimento de produto para o consumo, exemplificando com vários projectos seus.

Licenciado pela FAULisboa com uma passagem pelo Politécnico di Milano em 1999, inicia o seu percurso profissional em Roterdão (NL) no ano 2000. Em 2002 muda-se para Copenhaga (DK) onde colabora com o IKEA no desenvolvimento de mobiliário para a colecção PS. Em 2006 funda o GPOD | Gonçalo Prudêncio Office for Design Lda. em Sintra. No final de 2013 funda o Make it, que consiste num serviço de consultadoria para o desenvolvimento de produto com o objectivo de potenciar a produção nacional. E em 2016 funda a marca de mobiliário e acessórios Ghome.
Colaborações passadas e presentes incluem:, Vista Alegre, Atlantis, Herdade do Esporao SA, Fundação EDP.

CONCEPÇÃO DE PRODUTO NA IKEA

Ana Sofia Esperto

26 novembro, terça-feira, 18h00

O desenvolvimento de produto na IKEA é muito mais do que apenas o design ou a conceptualização das peças. Tudo começa na identificação das necessidades, dos sonhos ou das frustrações em casa das pessoas. Ana Sofia Esperto vem falar-nos do processo de desenvolvimento de produto na “casa-mãe” da IKEA, incluindo a estreita relação com os fornecedores da área de produção.
Ana Sofia Esperto, é portuguesa e é responsável de vendas no departamento de Crianças da IKEA of Sweden, entidade responsável pela conceção e desenvolvimento de produto para a IKEA.

Com formação relacionada com a Industria alimentar, pela Escola Superior Agrária, construiu a sua carreira de mais de 18 anos na área do retalho, primeiro no Grupo Auchan e, há cerca de 10 anos, na IKEA. Aqui, começou por ser Responsável de secção nas lojas de Alfragide e Loures, tendo depois assumido a função de responsável de vendas a nível nacional de várias áreas de negócio (Crianças, Salas), até que em 2017 decidiu mudar para a Älmhult, cidade Sueca onde está sediada a IKEA of Sweden.
Aqui a Ana Sofia trabalha com diferentes áreas de negócio, por forma a assegurar que os objetivos relacionados com a área do “Brincar” são atingidos. Ao mesmo tempo, faz parte da equipa de desenvolvimento de novos brinquedos.

Entrada Livre

www.casabrava.pt

Marco Pinto

24 junho, segunda-feira, 18h30

Sediado em Loulé, o projeto Casa Brava, dedica-se à produção de sabonetes biológicos e seus acessórios, e é no loja online que tem vingado nacional e internacionalmente.
Nesta conversa, vamos falar de produção responsável e sustentável e ainda descobrir qual a estratégia online utilizada, quais os meios de comunicação preferenciais, quais as técnicas, qual o público aderente e quais os resultados obtidos.
Esta será a primeira conversa no reabilitado Palácio Gama Lobo, mais propriamente, no salão nobre, no primeiro piso.

Entrada Livre

VICARA – A EDIÇÃO DO NOVO DESIGN PORTUGUÊS

Paulo Sellmayer

7 maio, terça-feira, 18h

Desde 2011 que a editora de design VICARA se tem dedicado a vender produtos de homeware desenhados por jovens designers portugueses. A marca tem apresentado as suas coleções nas feiras e eventos mais relevantes do mundo. Nesta conversa poderemos conhecer o percurso que a marca teve desde a sua origem até aos dias de hoje.

Paulo Sellmayer é formado em Design Industrial pela ESAD.CR e pela Free University of Bozen, Itália. Iniciou em 2010 a sua actividade profissional, estagiando no Julien Carretero Studio, em Eindhoven, Holanda e posteriormente fundando a VICARA design. Para além de ter impulsionado projectos como Off Portugal e Caldas Design Week, foi premiado nos concursos Inov Design – ValorPneu e POP’s Serralves e tem participado em várias exposições nacionais e internacionais, tanto em nome individual como com a VICARA. Actualmente é director criativo da VICARA.

Entrada Livre

CENTRO DE INOVAÇÃO DE MOURARIA DE VISITA A LOULÉ

26 abril, sexta-feira, 17h30

Projetos representados:
– Tundra
– BirdWalk
– • wetheknot
– DOME Ethical Store

O Loulé Design Lab convida os projetos do Centro de Inovação da Mouraria, de Lisboa – Mouraria Creative Hub, para um saudável e produtivo encontro entre residentes de duas incubadoras camarárias nacionais. Vários autores, residentes nesta incubadora da Câmara Muncipal de Lisboa, viajam para Loulé, para apresentarem os seus projectos e para descobrirem as ideias e produtos dos membros da comunidade criativa de Loulé.
Integrado no Ciclo de Conversas, decorrerá o primeiro momento deste encontro: os vários projetos participantes apresentarão os seus produtos e processos de trabalho, ao que se seguirá um debate e troca de questões e soluções.
Num segundo momento, a nossa Loja Pop-Up, acolhe de 27 de abril a 11 de maio, vários objectos de autoria dos residentes no Centro de Inovação da Mouraria, lado a lado, com as últimas novidades da comunidade criativa do Loulé Design Lab.

Entrada Livre

DESIGN À VISTA

Miguel Flores Soeiro

26 fevereiro, terça-feira, 18h30

Com uma experiência profissional transversal, Miguel Soeiro, apresenta uma retrospectiva dos seus últimos 10 anos de trabalho. Do processo criativo e canais de distribuição ao consumidor final, realçando os momentos mais importantes da vida de cada projecto.

Miguel Flores Soeiro é formado em Design Industrial pela ESAD.CR e pela Kuopion Muotoilu Akatemia, Finlândia. Iniciou em 2008 a sua actividade como designer, colaborando, desde então, com várias empresas de renome, tais como Viarco, Fabrica|Benetton, Herdmar, Ligne Roset e Cinna. Participou em várias exposições e eventos internacionais. Recebeu distinção internacional com o prémio iF Design Award 2015. Ensina e coordena o curso de Design de Produto e Mobiliário na Lisbon School of Design.

Entrada Livre

DESIGN CULTURAL – DESIGN COSMOPOLITA E VERNACULAR

Rita Filipe

6 fevereiro, quarta-feira, 18h30

Um Doutoramento em Design junto da fábrica da Vista Alegre e uma residência artística no Senegal serão o mote de uma conferência sobre design, cultura material e consumo, tradição e contemporaneidade.
Propõe-se:
– Trabalhar com a diversidade cultural que nos rodeia, partilhando práticas e significado cultural nos objetos do quotidiano contemporâneo;
– Descobrir novos sentidos na cultura tradicional e traduzi-la para os interesses e práticas contemporâneas;
– Encontrar novas oportunidades para a cultura vernacular local;
– Prolongar o uso dos objetos, refreando o consumo e a produção excessiva.

Entrada Livre

CAMINHOS DE INOVAÇÃO NO ARTESANATO

22 janeiro 2019, terça-feira, 14h30

TENDÊNCIAS DE MODA, DESIGN E MERCADO
PARA O ARTESANATO 2018/2019

João Amaral – Designer CEARTE

A FORMAÇÃO EM ARTESANATO COMO
INSTRUMENTO PARA A MODERNIZAÇÃO

Ana Cristina Mendes e Luís Rocha – CEARTE

LIGAÇÕES ENTRE TECNOLOGIA E ARTESANATO
Sofia Correia e Chris Whitelaw – residentes Loulé Design Lab

No âmbito da parceria entre Câmara Municipal de Loulé e CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património

MONTRAS TEMÁTICAS

Sandra Guimarães
Maria Ruiz

DESIGNERS DE INTERIORES E COMUNICAÇÃO
DA LOJA IKEA – LOULÉ

23 novembro, sexta-feira, 19h

A equipa de designers da IKEA de Loulé, apresenta o seu olhar e soluções para a realização de montras de Natal em algumas lojas da cidade, no âmbito das dinâmicas para o comércio local.

Numa conversa/workshop em ambiente informal propõe-se estender estas reflexões a todos os participantes, e ter contacto com a experiência e conhecimento de profissionais da área.

No âmbito da parceria entre Câmara Municipal de Loulé e IKEA.

BIO DESIGN

Ana Mestre

18 julho, quarta-feira, 18h30

Um desafio para um novo design.

BIO DESIGN é um dos temas contemporâneos do design de produto que reflete sobre a temática da bio matéria e da sua importância no âmbito da sustentabilidade e da economia circular. BIO DESIGN é também uma iniciativa lançada em 2017 pela designer Ana Mestre que se insere no contexto da experimentação em Design e que pretende retratar os modos de exploração dos recursos e materiais de origem biológica e o modo como estes podem ser integrados na prática projetual do design, nomeadamente no âmbito da produção e fabricação digital. BIO DESIGN é um desafio para um novo Design.

Ler mais em www.design-bio.com

Ana Mestre, nasceu em Lisboa, é designer e investigadora. Ana é PhD em “Sustainable Design Innovation” pela Universidade de Delft na Holanda. Tendo trabalhado em Ecodesign e design para a sustentabilidade nos últimos 18 anos. É fundadora e diretora da SUSDESIGN – estúdio de pesquisa em design sedeado em Lisboa e Londres, no âmbito do qual gere entre outros a marca CORQUE DESIGN. Possui um portfólio de mais de 50 exposições de design, em vários destinos do mundo, incluindo Europa, América e Ásia. Em 2015, foi nomeada como finalista do Prémio Português de Design. Em 2016, o comitê científico do Museu de Design “La Triennale di Milano” nomeou o seu trabalho e exposição CORQUE#016, como parte da seleção de designers profissionais destacados na “XXI Trienal di Milano – Design After Design”. Ana Mestre também trabalha como académica, depois de colaborar com o IADE / Creative University (Lisboa, Portugal) e com a Delft University (Holanda), por mais de uma década, é atualmente investigadora na Nottingham Trent University (Reino Unido).

PRODUÇÃO EM SÉRIE

Pedro Sottomayor

14 junho, quinta-feira, 18h30

Conversa sobre o percurso de Pedro Sottomayor, designer de produto e diretor criativo de marcas, com foco na escala de produção dos produtos e os constrangimentos da produção em série.

Designer Industrial de formação, tem desenvolvido muitos produtos ao longo dos últimos anos, mais industriais ou mais artesanais, sempre com um grande respeito pelos materiais, pelo ciclo de vida do produto, pelos aspectos funcionais e culturais.

Entrada Livre

PEDRO SOTTOMAYOR
N. 1973, Porto. Estudou Design Industrial no Istituto Superiore per l’Industrie Artistiche em Florença – Itália.
Trabalha como designer independente e como consultor de design industrial.
Fundou em 2009 o gabinete Pedro Sottomayor Design Industrial na LXfactory em Lisboa, desenvolvendo projectos de produtos industriais, artesanais e culturais para algumas dezenas de clientes. O seu trabalho tem vindo a ser premiado e reconhecido internacionalmente.
Trabalha à 10 anos com a Nautilus como director de inovação e design. Colaborou 2 anos no desenvolvimento de projectos de design com a MBS. Foi consultor permanente durante 5 anos em projecto de produção para a Sátira, onde desenvolveu o projecto minimalanimal.

NARRATIVAS DE PRODUTO

Rute Rosa e Sérgio Vieira – Laboratório d’Estórias
Lurdes Silva- Bioco Tradition
Teresa Franqueira – Designer e Investigadora

19 maio, sábado, 15h

Nesta sessão vamos abordar a importância do discurso dos produtos enquanto forma de valorização, diferenciação e argumento comercial. Partimos de dois projectos convidados: Bioco Tradition e Laboratório d’estórias, reconhecidos pelo “storytelling” associado aos produtos, e com a ajuda da Designer e Investigadora Teresa Franqueira, vamos reflectir sobre o quanto as histórias por detrás de um produto, quando devidamente trabalhadas, lhes podem dar alma e identidade.

LABORATÓRIO DE ESTÓRIAS
Nasce em Junho de 2013. Um espaço experimental de design que pretende inspirar-se nas estórias da cultura popular portuguesa para reinventar objectos tradicionais, utilizando-os para contar novas estórias — e, porque não, para recriar a própria história do país.

BIOCO TRADITION
O Bioco era um trajo mítico algarvio do séc. XVII, no reinado de D. João IV. No final do Séc. XIX foi proibido o seu uso nas ruas e templos, por permitir ocultar a identidade de quem o usava. A paixão pela tradição e pela nossa identidade levou à recriação desta peça, adaptando-a à mulher atual e apaixonada pela vida.

TERESA FRANQUEIRA
Designer, doutorada em Design Industrial pelo Politecnico di Milano, mestre em Design Industrial pela FEUP / ESAD, pós-graduada em Design Industrial pela Glasgow School of Art / CPD, licenciada em Design de Interiores e Mobiliário pela ESAD Matosinhos. É docente na Universidade de Aveiro desde 2001, Professora Visitante no Politecnico di Milano (Itália), na Tongji University College of Design & Innovation (Shanghai – China), no Mestrado em Design Industrial e de Produto na Faculdade de Belas-Artes (UPorto).

Entrada Livre

ARTESANATO, DESIGN E TERRITÓRIO

Carla Paoliello

4 maio, sexta-feira, 18h

A conversa sobre “artesanato, design e território – correspondências” será um encontro entre estes três protagonistas. Queremos revelar as suas influências no processo de produção de símbolos, de informação e de cultura. Apresentamos exemplos de objetos locais que possuem características nativas e miméticas e discutiremos os conceitos de transculturalismo, globalização e hibridismo. O desafio é perceber a influência da diversidade territorial no design e no artesanato.

Carla Paoliello possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (1998), mestrado e doutorado em Engenharia de Estruturas pela UFMG (2001 e 2008), e pós-doutorado pela Universidade de Lisboa na Secção de Design do Centro de Investigação e de Estudos em Belas-Artes (2015-2016). Atualmente, continua sua pesquisa no curso de Doutoramento em Belas-Artes na ULisboa, especialidade Design de Equipamento. Tem interesse na discussão sobre arquitetura, design, artesanato, arte, tecnologia e cultura.

Entrada Livre

PROJETO PIDUTOURNÉE

Verónica Guerreiro e Paulo Tomé

20 abr 2018, sexta-feira, 18h30

Na véspera do encerramento da exposição Ponto de Retorno, distribuída por vários locais de Loulé, a dupla Pidutournée faz aqui o balanço da sua experiência, do seu trabalho, bem como uma breve apresentação do seu futuro catálogo.

Veronica Guerreiro – designer e Paulo Tomé – artista, criaram o projeto PidutournéeDesign, juntaram-se como residentes ao LouléDesignLab em 2017. São construtores de ideias práticas sobre futuro sustentável, tentam transformar as perceções do uso e criar novos produtos com uma linguagem própria e provocadora.

Foto: Vergilio Rodrigues

A EXPOSIÇÃO DE PRODUTO

Natália Herrera e João Madeira

27 abr 2018, sexta-feira, 18h30

Natália Herrera e João Madeira, dois designers da área de interiores e de comunicação da loja IKEA – Loulé, partilham connosco temas e conceitos referentes aos espaços de exposição, técnicas de apresentação de produto, técnicas de comunicação e de iluminação. As estratégias utilizadas na loja IKEA contribuirão sem dúvida para o esclarecimento e optimização de outros projetos criativos locais.

Natália Herrera
Licenciada em Design de Interiores e gráfico, em Málaga (Escuela de Arte San Telmo), trabalha agora como Deputy Communication and Interior Design Manager na loja IKEA Loulé.

João Madeira

Licenciado em Design de Comunicação, em Faro (UAlg). Desde outubro de 2016 começou a tarbalhar na IKEA com o objetivo de abrir a loja IKEA Loulé na função de Graphic Communication Leader.

No âmbito da parceria entre Câmara Municipal de Loulé e IKEA.

INVESTIMENTO A DIREITO

Pedro Raposo

3 maio 2018, quinta-feira, 18h

 

As decisões tomadas, quer na constituição da empresa, quer na constituição de capital, são fundamentais para o sucesso e futuro sustentável de uma ideia. Nesta sessão poderão conhecer as formas mais seguras de financiar uma empresa e, principalmente, saber quais os cuidados a ter para assegurar “Um investimento a Direito”, antes que dê para o torto.

Pedro raposo é licenciado em Direito pela Universidade Autónoma de Lisboa e frequentou a Pós-Graduação “Questões Atuais do Direito da Empresa IV” Centro de Direito Comercial e Direito da Economia da Universidade Católica Portuguesa.


Fundador da Pedro Raposo & Associados.

Entrada Livre

PROPRIEDADE INTELECTUAL

João Laborinho Lúcio

20 mar 2018, terça-feira, 19h00

A importância da propriedade intelectual como um verdadeiro ativo (intangível) das empresas e um garante do investimento na criatividade e nas indústrias criativas. Nesta conversa, serão abordados temas como a proteção pelo direito de autor, a propriedade industrial e o impacto do digital na proteção da criatividade.

João Laborinho Lúcio é licenciado em Direito desde 1996, advogado desde 1998, sócio da PRA – Raposo, Sá Miranda & Associados, Sociedade de Advogados, SP, RL, onde é responsável pelo Departamento de Propriedade Intelectual e Privacidade e Administrador do Escritório de Albufeira. Sportinguista. Pai de 2 filhos. Apaixonado pela sua Harley-Davidson Dyna Street Bob.

DESIGN EM CONTEXTO

Álbio Nascimento e Kathi Stertzig

6 mar 2018, terça-feira, 18h30

Conversa sobre projectos desenvolvidos em territórios diferentes, envolvendo as pessoas e os recursos locais num processo colaborativo e integrado. Uma partilha de experiências — resultados, riscos e desafios — do design praticado in loco e em tempo real.

Álbio Nascimento e Kathi Stertzig fundaram THE HOME PROJECT DESIGN STUDIO em 2005. O trabalho que desenvolvem juntos é caracterizado por um forte envolvimento socio-cultural, um design baseado na utilização de baixa tecnologia e materiais autóctones, e na exploração da relação entre pessoas e lugares.

Foto © Vasco Célio

EMPREENDEDORISMO NA ERA DIGITAL

Fábio Jesuíno

16 fev 2018, sexta-feira, 18h30

Criou a sua primeira empresa aos 18 anos e é fundador e presidente da 3WX, agência pioneira no marketing digital em Portugal. Foi responsável pelo lançamento de várias marcas de sucesso em Portugal, participou em 2014 no “The Global Entrepreneurship Program” e ganhou em 2015 o prémio de empreendedorismo pelo “A New Beggining for Portugal”.

CRIAÇÃO, INOVAÇÃO E CONCRETIZAÇÃO

Sandra Correia

1 fev 2018, quinta-feira, 19h00

Jovem empreendedora e mulher de negócios, criadora da marca Pelcor®, junta no seu currículo vários prémios nacionais e internacionais numa carreira que se mantem altamente promissora. É hoje, shareholder na empresa Novacortiça e está a desenvolver novos projectos e negócios na área do pensamento do Agora #mindfulness thinking.

PROJETOS SELECIONADOS

Estúdio Pedrita

30 nov 2017, sexta-feira, 18h30

Apresentação de projetos de design dedicados a contextos específicos relacionados com pessoas e locais, onde a observação atenta do meio envolvente e a curiosidade natural de explorar os desafios existentes são pontos chave de todo o processo criativo.

Fundado por Rita João e Pedro Ferreira, Pedrita é um estúdio de design multidisciplinar sediado em Lisboa desde 2005. Recorrendo a uma rede de profissionais estabelecidos, a equipa de trabalho e recursos específicos disponibilizados para cada projecto, são reunidos de acordo com os desafios que se vão colocando e de modo a permitir trabalhar soluções formais inesperadas mas fundamentadas e conscientes, com base em questões relacionadas com processos e cultura material.